X11 NO RALLY DOS SERTÕES 2018

X11 NO RALLY DOS SERTÕES 2018

De 19 a 25 de agosto aconteceu a 26ª edição do Rally dos Sertões, uma das mais importantes competições off road do país, que reuniu 60 pilotos divididos em seis categorias para motos, além de outros vários nas categorias de carros, UTVs e quadriciclos.

Uma das novidades deste ano foi a realização da Expedição África Twin no Rally dos Sertões: onze motociclistas pilotando a moto que deu nome à categoria puderam acompanhar a prova e conhecer belezas do interior do Brasil seguindo percursos do rali por asfalto, estradas de terra e, algumas vezes, pelo mesmo caminho dos competidores.

O uso de equipamentos de proteção foi exigido a todos os pilotos que participaram da expedição e a X11 foi a escolhida por um dos participantes. Cassinho que é referência no motociclismo mineiro percorreu mais de três mil quilômetros nos sete dias de rali com uma jaqueta Travel 2 Special Tour, capacete Crossover X3 e luva Blackout.

A expedição saiu de Goiânia junto com o rali e passou por estradas da Bahia e Piauí até a chegada em Fortaleza, no Ceará.

Foto: Renato Durães

COMO É VIAJAR DE MOTO PELA AMÉRICA DO SUL

COMO É VIAJAR DE MOTO PELA AMÉRICA DO SUL

Viajar de moto e explorar novos lugares sobre duas rodas é o sonho de todo motociclista. Independente da cilindrada, dentro ou fora do seu país, sentir o vento no rosto e a liberdade que as motos proporcionam não tem preço. No dia 11 de setembro o motociclista mineiro, Rômulo Provetti, deu início a mais uma aventura sobre duas rodas, dessa vez para percorrer o norte da América do Sul.

Equipado de X11 da cabeça aos pés para garantir a sua segurança durante todo o trajeto, Rômulo percorreu mais de quinze mil quilômetros, em 32 dias de viagem, passando por onze estados brasileiros, Guiana Francesa, Suriname, Guiana e Venezuela.

Das muitas histórias que o motociclista tem para contar sobre esta viagem, estão: atravessar uma nuvem de gafanhotos, travessias de barcos e balsas, passagem por aldeias indígenas, atravessar os 450 km de atoleiros do trecho entre Linden e Lethen na Guiana, no meio da Flores Amazônica, dez dias percorrendo estradas venezuelanas em um momento extremamente conturbado do país, enfrentando a escassez de combustível, e a travessia da BR-319 entre Manaus e Porto Velho, conhecida como Estrada Fantasma.

Rômulo, que em 2015 já havia viajado pelo Himalaia utilizando os equipamentos X11, desta vez escolheu capacete Crossover X3, jaqueta Travel 2 Special Tour, calça Troy 2, luva Dry Supertech e bota Ride.

Se quiser conferir mais detalhes e fotos desta aventura, clique aqui.

VIAJANDO DE MOTO NO VERÃO

VIAJANDO DE MOTO NO VERÃO

Estamos enfrentando dias de intenso calor na maioria das cidades brasileiras. E viajar de moto em altas temperaturas exige alguns cuidados para combater o calor e poder aproveitar a pilotagem da melhor maneira possível.

ANTES DA VIAGEM:

Faça uma revisão em sua motocicleta

Faça uma revisão na sua moto antes de pegar a estrada. A alta temperatura também pode afetar a motocicleta e por isso é importante que você verifique como está o nível do óleo, para evitar prejuízos no motor, confira a pressão dos pneus e mantenha a corrente sempre regulada e lubrificada.

Planeje os horários da viagem

É comum se deparar com tempestades de verão na época de altas temperaturas e pilotar na chuva é sempre mais instável. Por isso, procure acompanhar as previsões climáticas, planejando seus horários para evitar viajar durante essas tempestades. Se não for possível escapar, leve sempre uma capa de chuva e a nova luva X11 Dry Supertech que possui palheta limpadora de viseira e irá lhe ajudar a remover a água acumulada na viseira do capacete.

DURANTE A VIAGEM:

Hidrate-se e use protetor solar

Durante a viagem é importante que você beba muita água e use o protetor solar, pois ficar muito tempo exposto ao sol e ao vento pode causar desidratação se você não se cuidar. Evite problemas com a sua saúde e mantenha-se hidratado para diminuir o calor.

Equipamentos de segurança são essenciais

O uso dos equipamentos de segurança é essencial mesmo no calor, quando eles podem aumentar a sensação de aquecimento. Para diminuir os efeitos, escolha equipamentos que possuem ventilação, como a jaqueta X11 Breeze, e utilize roupas mais leves por baixo dos equipamentos de segurança.

CASAL VAI DE BRASÍLIA AO ALASCA EM UMA MOTOCICLETA

CASAL VIAJA AS AMÉRICAS DE SUL AO NORTE EM UMA MOTOCICLETA

As doze horas e trinta minutos do dia 29 de junho de 2017 nunca mais sairão da memória do casal Cláudio Ferreira e Cristiane Azevedo, pois foi quando eles, finalmente, concluíram a sua missão de ligar as extremidades sul e norte do continente americano em uma única viagem de moto.

No dia 15 de outubro de 2016 Cláudio e Cristiane saíram de Brasília, onde moravam, para realizarem o sonho de percorrer as Américas do Sul, Central e Norte a bordo de uma BMW GS 1200 Standard ano 2009, carinhosamente chamada de Valente, que foi preparada para a aventura do casal com a instalação de acessórios para melhorar o conforto e a segurança, como protetores de motor fabricados sob encomenda, GPS, tomada 12v e USB, malas laterais e baú traseiro, bolha alta, faróis auxiliares e outros equipamentos indispensáveis para a viagem.

18424070_1099140586884315_4738948642704623773_nA primeira parada fora do Brasil foi feita no Uruguai, depois percorreram toda a extensão da Argentina, de norte a sul, até chegar à cidade de Ushuaia na Terra do Fogo. Passaram também pelo Chile, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Panamá, Costa Rica, Honduras, México, até chegarem, depois de 49 mil kilômetros percorridos, ao tão esperado Alasca.

No dia 14 de julho Cláudio e Cristiane enfrentaram problemas com a Valente, na cidade de Calgary, no Canadá, destino após o Alasca. Rolamento, engrenagens, retentores e outras peças dentro da caixa do cardão fizeram com que a roda traseira ficasse rangendo e estalando. O casal aproveitou então para descansar e conhecer mais da cidade em que estavam hospedados.

Se você quiser saber mais sobre esta história e acompanhar as fotos da viagem, não deixe de acessar a página do casal no Facebook.

19657008_1140914629373577_8168566125170650282_n

13 MÚSICAS PARA CURTIR O DIA DO ROCK

13 MÚSICAS PARA CURTIR O DIA DO ROCK

Você sabe por que 13 de julho é conhecido como o Dia Mundial do Rock? A data foi escolhida em homenagem ao Live Aid, um um show simultâneo em Londres, na Inglaterra, e na Filadélfia, nos Estados Unidos, que aconteceu pela primeira vez em 1985. A ideia veio de Phill Collins, que tocava também no evento e disse que gostaria que aquele fosse considerado o Dia Mundial do Rock. Desejo atendido.

O dia também coincide com a formação da banda Rolling Stones, em 1962. Aqui no Brasil a data ficou famosa nos anos 90, principalmente com a influência das rádios da época.

Então, para comemorar esse dia por aqui resolvemos fazer uma lista das músicas que foram responsáveis pelo crescimento do rock no mundo e no Brasil.

Aos 70, casal parte de ‘motinho’ do Maranhão para dar volta ao mundo

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2017/06/1895846-aos-70-casal-parte-de-motinho-do-maranhao-para-dar-volta-ao-mundo.shtml?cmpid=compfb ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress ([email protected]). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.